A bancada do PS propôs à Assembleia Municipal que fosse votada uma moção a "solicitar ao Governo que avance rapidamente com as obras de requalificação do IC8, inscrevendo em sede de Orçamento do Estado para o próximo ano a verba destinada a esse efeito".

No documento, os deputados referem que "a via IC8 é estruturante para o concelho de Pombal, que liga o Litoral ao Interior, que o troço que serve o concelho de Pombal está em mau estado e oferece perigosidade para a segurança rodoviária e que tem ocorrido um número significativo de acidentes com vítimas mortais".

A moção lembra ainda que a CIMRL [Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria] entende que esta via é importante para o acesso aos cuidados de saúde que são garantidos no hospital de Santo André e no hospital de Pombal, e que a Assembleia da República aprovou a resolução que recomendou ao Governo a requalificação do IC8".

O deputado municipal do PS Carlos Lopes garantiu na Assembleia Municipal que não se trata de "aproveitamento político", mas "para que situações desta natureza não voltem a acontecer".

"Temos o dever moral de alertar quem tem obrigação de zelar por aquela via e não podemos compactuar que o IC8 seja um cemitério. Esta proposta é para fazermos a pressão sobre o nosso Governo para que de uma vez por todas assuma o IC8 como uma prioridade a nível estatal", acrescentou Carlos Lopes, em resposta a João Coucelo, do PSD, que considerou não ser o "momento oportuno" para avançar com este documento.

Na reunião, a Mesa da Assembleia propôs ainda um voto de pesar pelas "vítimas do trágico acidente do IC8, que deixou todo o concelho em estado de consternação pela perda da vida de seis jovens pombalenses", e um minuto de silêncio, aprovados por unanimidade.

Na segunda-feira, seis pessoas morreram numa colisão frontal entre duas viaturas de mercadorias no IC8 em São João da Ribeira, Pombal.

Segundo dados do Comando Territorial de Leiria da GNR, no IC8, este ano, já se registaram dez mortos, cinco feridos graves e 22 feridos ligeiros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.