Segundo o “Estudo Global de Confiança dos Consumidores”, que se baseou em respostas ‘online’ de mais de 30 mil consumidores de 63 países em todo o mundo, a confiança dos consumidores portugueses subiu cinco pontos, face ao segundo trimestre, e quatro em termos homólogos.

O nível de confiança nacional ultrapassou assim o de países como a Finlândia (64), Itália (57) e Grécia (56), ficando a par do de França (69), enquanto a União Europeia registou 81 pontos e a média global alcançou os 99 pontos.

O otimismo dos consumidores revela-se ainda no facto de 27% dizerem que Portugal não está em recessão e 15% acreditarem numa recuperação económica nos próximos 12 meses.

Mesmo assim, 56% ainda admitem fazer um esforço para poupar nas despesas domésticas, uma percentagem inferior à registada no período homólogo (62%).

No último ano, 62% pouparam nas despesas de lazer fora de casa, 56% cortaram no gás e na eletricidade e 56% gastaram menos a comprar roupa.

Muitos consumidores pretendem manter estes comportamentos mesmo após melhorias na sua condição financeira: 44% querem continuar a poupar no gás e na eletricidade, 29% continuarão mais atentos às despesas fora de casa e 28% esperam reduzir as refeições ‘take away’ e 27% as compras de roupas novas.

Após as despesas essenciais, 51% dos portugueses usam o dinheiro que sobra para fazer algumas poupanças, enquanto 23% gasta o dinheiro em entretenimento fora de casa, muito aquém da percentagem registada em Espanha.

A principal preocupação indicada pelos consumidores portugueses é encontrar o equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal (28%), seguindo-se a saúde (25%), a economia (24%), segurança profissional (21%) e, em quinto lugar, o terrorismo (20%).

Para a generalidade da UE, o terrorismo continua a representar a maior preocupação (29%).

O inquérito foi realizado entre 10 de Agosto e 2 de setembro com uma amostra representativa dos consumidores na Internet, por país, estimando-se que uma amostra probabilística equivalente teria uma margem de erro de ±0,6% a nível global.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.