Nas últimas 24 horas foram identificados 2.608 novos casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus, sendo a zona Norte (1.350) aquela com mais casos. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 725 novos contágios, a região Centro com 323, o Alentejo com 150 e, finalmente, o Algarve com 44.

É o terceiro dia consecutivo que Portugal tem mais de dois mil novos casos e o dia em que se bateu novamente o recorde registado no dia anterior.

Desde o início da pandemia, já morreram 2.149 pessoas (mais 21 do que nas últimas 24 horas e o número de mortes mais elevado desde o final do mês de abril) e estão confirmados 95.902 casos de infeção, estando ativos 37.687, mais 1.602 do que ontem.

A DGS indica que das 21 mortes registadas, nove ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, dez na região Norte e outras duas na região Centro.

Relativamente aos internamentos hospitalares, nas últimas 24 horas há mais 22 pessoas internadas totalizando 1.015, ultrapassando assim a barreira dos mil, das quais 144 em cuidados intensivos (mais cinco em relação a quinta-feira).

Nas últimas 24 horas houve 985 doentes recuperados, totalizando 56.066 desde o início da pandemia.

Boletim ao Detalhe

A região Norte foi onde nas últimas 24 horas se registaram mais novas infeções, com 1.350 casos, totalizando 37.157 e 944 mortos.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 725 novos casos de infeção, contabilizando-se desde o início da pandemia 46.246 casos e 866 mortes.

Na região Centro registaram-se mais 323 casos, contabilizando-se 7.834 infeções e 277 mortos.

No Alentejo foram registados mais 150 novos casos de covid-19, para um total de 1.914, com um total de 26 mortos desde o início da pandemia.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 44 novos casos de infeção, somando 2.124 casos e 21 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados mais quatro casos novos, somando 310 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou 12 novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 317 infeções, sem óbitos até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções. A faixa etária entre os 40 e os 49 é a que regista o valor mais elevado.

Os dados revelam ainda que do total de pessoas infetadas desde o início da pandemia 43.649 são homens e 52.253 mulheres.

Em relação aos óbitos, a covid-19 já provocou mais mortes entre os homens (1.081) do que nas mulheres (1.068).

Em sentido inverso está o género de infetados com a doença que já atingiu 50.762 mulheres e 42.532 homens.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.