"Bento XVI deixa um grande legado, em que acentuo três pontos: a abertura intelectual a todas as questões que o tempo trouxe e a capacidade de as equacionar e esclarecer em chave cristã; a coragem com que enfrentou a necessidade de purificação interna da Igreja e a determinação com que apresentou a sua resignação quando as forças lhe faltaram; a prevalência que sempre deu a Cristo e a caridade, como alma da Igreja", disse D. Manuel Clemente ao SAPO24.

Numa nota publicada no site do Patriarcado de Lisboa, é pedido "que, nas igrejas, se dobrem os sinos a anunciar ao povo de Deus" a morte de Bento XVI e para "lembrar a oração pelo seu eterno descanso".

Nesse sentido, é também recomendado  "que nas celebrações de hoje e amanhã se façam suplicas por ele, também agradecendo a Deus o seu testemunho de 'servidor da vinha do Senhor'".

O Patriarcado informou ainda que, no próximo dia 2, às 19h00, vai ser celebrada na Sé uma Missa de sufrágio" .

O Papa emérito Bento XVI morreu hoje aos 95 anos, anunciou o Vaticano.

Joseph Ratzinger nasceu em 1927 e foi Papa entre 2005 e 2013, quando abdicou e passou a ser emérito da diocese de Roma.

Leia também:

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.