O porta-voz da diplomacia dos EUA, Ned Price, disse hoje aos jornalistas que Washington “continuará a monitorizar a situação de perto, em estreita coordenação com as autoridades ucranianas” e outros aliados.

“Ouvimos o anúncio feito pela Rússia de que vai começar a retirar as suas tropas da fronteira com a Ucrânia. Ouvimos essas palavras. Agora, estamos à espera de ações”, explicou Price.

“Vamos garantir que a Rússia cumpra o seu compromisso até ao fim”, acrescentou o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano.

A presença de dezenas de milhares de soldados na fronteira com a Ucrânia, onde decorrem confrontos entre as forças ucranianas e separatistas pró-russos, aumentou as tensões entre Moscovo e Kiev, nos últimos dias.

O exército russo anunciou hoje a retirada desses soldados, a partir de sexta-feira, numa decisão que foi saudada por Kiev.

Também hoje, o Presidente russo, Vladimir Putin, disse estar pronto para receber em Moscovo, “em qualquer momento”, o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky para discutir relações bilaterais, mas não o conflito no leste da Ucrânia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.