Terá sido um acidente com o transporte ou descarga voluntária da mercadoria? Não se sabe, mas os inspetores estão a tentar perceber a origem dos pacotes.

"São várias as hipóteses possíveis, mas de momento privilegiamos a [teoria] de que ocorreu uma descarga após uma avaria [do transporte] ou uma tempestade", afirmou o procurador de Rennes, Philippe Astruc.

De resto, "os pacotes estão a dar à costa desde meados de outubro, [embora] tenham aparecido em maior quantidade desde 4 de novembro", disse, de acordo com a agência de notícias France-Press (AFP).

Análises preliminares indicaram que os pacotes encalhados contêm estupefacientes — sendo que a cocaína encontrada é de um elevado grau de pureza.

"São pacotes de pasta base de cocaína, com uma pureza de 83%, que encalham na costa atlântica de Landas (sudoeste) até a foz do (rio) Loire (noroeste)", explica Astruc.

"Já recuperamos 763 quilos de estupefacientes", revelou o procurador, que também destacou o reforço da vigilância, especialmente nas Alfândegas ao longo do litoral francês.

Em Gironde, os pacotes de cocaína foram encontrados na quinta-feira, dia 7, nas praias Teste e Arcachon.

A polícia pediu aos moradores que entrem de imediato em contacto com as autoridades, caso encontrem pacotes semelhantes.

Como medida de prevenção, cinco localidades de Gironde vetaram o acesso às praias.

A Polícia, por seu turno, relembrou que transportar este tipo de produto é um crime que pode ser punido com dez anos de prisão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.