Durante uma conferência em Teerão, Hassan Rohani apelidou de injustas as sanções económicas contra o Irão restabelecidas pelos EUA após se terem retirado unilateralmente em maio do acordo sobre o nuclear assinado em 2015 por Teerão e as grandes potências.

“Os EUA fazem terrorismo económico e visam criar pânico na economia de um país e assustar outros estados” a não investir no país visado pelas sanções.

As sanções dos EUA são de natureza extraterritorial e muitas das empresas de outros países que tinham negócios no Irão abandonaram ou suspenderam as suas atividades com medo de serem penalizadas.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, perante uma plateia de ministros de Negócios Estrangeiros de países da NATO, reunidos em Bruxelas, na terça-feira, voltou a acusar o Irão de violar resoluções do Conselho de Segurança da ONU e mentir aos inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) sobre o seu programa nuclear, para “fugir às sanções dos EUA”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.