O ministro da Saúde, Fahrettin Koca, anunciou hoje na rede social Twitter que 10.330 pessoas foram instaladas durante a noite nesses dormitórios, nas cidades de Ancara e Konya.

Koca disse que habilitaram habitações individuais para todos nesses edifícios, que se encontram na maioria vazios, uma vez que muitos universitários foram para casa devido à suspensão das aulas decretada no âmbito das medidas de segurança contra a pandemia de Covid-19.

As autoridades de saúde turcas estão a controlar já nos aviões todos os peregrinos que chegam de Meca para encaminhar para os hospitais quem apresentar sintomas de ter contaído a doença provocada pelo coronavírus.

A partir da Direção de Assuntos Religiosos determinou-se que no dia 27 de fevereiro se interrompiam as peregrinações à cidade santa, adiantando-se o regresso dos 21.000 turcos que se estima estarem ou terem estado ali.

Os que regressaram antes foram submetidos a controlos e foi-lhes permitido ir para casa, com a recomendação de permanecerem 14 dias isolados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.