Falando na Casa Branca depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter divulgado o seu plano para solucionar o conflito israelo-palestiniano, Netanyahu disse que este é “um dia histórico”, classificando o plano como “excecional”.

Trata-se de “um caminho realista para uma paz duradoura”, considerou o primeiro-ministro israelita em funções.

O reconhecimento de partes da Judeia e Samaria (como o governo israelita denomina o território palestiniano ocupado da Cisjordânia), onde se encontram os colonatos judeus, e do Vale do Jordão é essencial para a segurança israelita, salientou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.