“Os dados preliminares levam a dizer que em 2019, pela primeira vez na nossa história, é ultrapassada a barreira do meio milhão de cidadãos estrangeiros a residir em Portugal”, disse Eduardo Cabrita no âmbito da discussão na especialidade, na Assembleia da República, do Orçamento do Estado para 2020.

Segundo o ministro, residiam em Portugal 580 mil cidadãos estrangeiros no final do ano passado e, em 2018, esse número era situava-se nos 490 mil.

O governante frisou também que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) passou de 35 mil para 135 mil novas autorizações de residência, comparando 2015 a 2019.

O ministro da Administração Interna avançou que está previsto no Orçamento do Estado para 2020 o aumento da validade dos títulos de residência, passando os títulos iniciais de um para dois anos e as renovações de dois para três anos.

Eduardo Cabrita disse ainda que Portugal pretende desenvolver acordos de imigração legal, que passam designadamente pelo alargamento da rede do SEF.

Nesse sentido, oficiais de ligação do SEF vão iniciar funções “nas próximas semanas” nas embaixadas de Portugal em Nova Deli e Pequim.

(Notícia atualizada às 13:11)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.