Em comunicado, a PJ explica que a droga era suficiente para quatro milhões de doses individuais e foi apreendida na terça-feira após uma investigação iniciada em finais de abril, no âmbito da operação com o nome de código “Vento Norte”.

Os detidos são quatro espanhóis e dois portugueses, com idades entre 20 e 51 anos e, segundo a PJ, “são tidos como figuras proeminentes na hierarquia da referida rede criminosa”.

A polícia explica que a cocaína “vinha dissimulada na carga do contentor, proveniente do Brasil e apresentava um elevado grau de pureza, sendo suficiente para produzir mais de quatro milhões de doses individuais”.

Com esta operação, a PJ acredita ter dado “um duro golpe” naquela estrutura de tráfico internacional.

A operação “Vento Norte”, desenvolvida pela Secção Regional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da Diretoria do Norte da PJ, foi articulada com a Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes e contou com a colaboração da Autoridade Tributária.

A PJ prevê apresentar os detidos ainda hoje ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.