De acordo com a agenda oficial do senador Rodrigo Pacheco, a que a Lusa teve acesso, o líder do Senado do Brasil reúne-se com o Presidente da República português, em Belém, na sexta-feira, pelas 15 horas, uma hora depois do encontro que terá com o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva.

Nos dois encontros, Rodrigo Pacheco entregará um convite para que os políticos portugueses participem, no Congresso Nacional, na sessão solene em 8 de setembro deste ano da comemoração do bicentenário da Independência do Brasil.

Na deslocação de dois dias a Portugal, que começa hoje, feriado de Tiradentes no Brasil, Rodrigo Pacheco será acompanhado do senador Randolfe Rodrigues, presidente da Comissão Especial Curadora do Senado para o Bicentenário da Independência do país da América do Sul, tema ao qual dedicará o seu primeiro dia de visita oficial.

A comitiva do Senado Federal passará o dia em Coimbra, a convite do presidente da câmara municipal, José Manuel Silva, reunindo-se com autoridades locais e convidados especiais, num almoço.

À tarde, os senadores visitarão a Universidade de Coimbra, onde assinarão um Acordo de Cooperação Técnica entre o Senado Federal do Brasil, a Universidade de Coimbra e a Associação Portugal Brasil 200 anos (Apbra).

O projeto “200 anos, 200 livros”, uma das mais importantes curadorias de sempre da literatura em língua portuguesa, faz oficialmente parte das comemorações oficiais do bicentenário da Independência do Brasil, refere uma nota da Câmara Municipal de Coimbra.

A iniciativa da Apbra, que convidou várias personalidades brasileiras para elaborar uma lista de 200 livros que os brasileiros e o mundo devem ler para entender melhor o Brasil, “está na origem da assinatura do acordo de cooperação internacional”, refere uma nota da autarquia.

Segundo a mesma nota, são esperadas em Coimbra personalidades da cultura e dos negócios de Portugal e do Brasil.

Esta será a segunda vez que Rodrigo Pacheco se reunirá em Lisboa com Marcelo Rebelo e Sousa. Em novembro de 2021, na sua anterior deslocação, para participar no Fórum Jurídico de Lisboa, o presidente do Senado brasileiro também foi recebido pelo chefe de Estado português.

Na altura, em declarações à Lusa, depois do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, Rodrigo Pacheco considerou que este “foi muito produtivo” e que disse que levava do Presidente a disponibilidade para ajudar o Brasil a vencer “desafios”.

“Eu tive a melhor impressão do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, me recebeu muito bem, um homem muito cordial, muito inteligente e um profundo conhecedor da política brasileira, que sabe dos problemas e desafios que nós temos no Brasil e que se dispôs a ajudar nesses desafios, no rompimento desses obstáculos e barreiras”, afirmou o senador Rodrigo Pacheco, à margem do IX Fórum Jurídico de Lisboa, que decorreu então na Faculdade de Direito de Lisboa.

O presidente do Senado revelou ainda que na conversa com o Presidente português foram abordados diversos temas nacionais e sobre a parceria comercial que Portugal tem com o Brasil, bem como a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.