Para as 17:00 está marcada a sessão com presidente e recandidato Rui Rio e para as 19:00 a do eurodeputado Paulo Rangel, ambas abertas à comunicação social, com exceção do período das questões por parte dos militantes da JSD.

De acordo com a agenda enviada pelo partido, Rio participará na qualidade de presidente do PSD e fará uma intervenção “dedicada à coesão territorial”, depois de participar, de manhã em Coimbra, na reunião do Conselho Estratégico Nacional para preparar o programa eleitoral para as legislativas de 30 de janeiro do próximo ano.

O modelo da iniciativa da JSD será semelhante a outra realizada em 2019, que juntou então no Fundão (distrito de Castelo Branco) os três candidatos à liderança: Rui Rio, Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz.

No sábado, o 3.º Congresso da Coesão Territorial arranca pelas 10:00, com o mote “Portugal por Inteiro” e com o objetivo de, segundo a organização, “debater os problemas e os desafios dos territórios de baixa densidade e do interior de Portugal”.

A sessão de abertura contará com uma intervenção do presidente da Juventude Social-Democrata, Alexandre Poço, e os vários painéis contarão com um apoiante de Rio e outro de Rangel.

No debate sobre “Os Novos Desafios da Coesão Territorial”, intervirão Joaquim Sarmento, professor universitário e coordenador do Conselho Estratégico Nacional do PSD, e Fernando Alexandre, professor universitário e que irá coordenar a parte económica das bases do programa eleitoral de Paulo Rangel.

O almoço-conferência ficará a cargo da recém-eleita presidente da Câmara Municipal de Portalegre, a social-democrata Fermelinda Carvalho, seguindo-se uma discussão sobre a organização administrativa e a coesão territorial, com Ribau Esteves, presidente da Câmara Municipal de Aveiro e apoiante do atual presidente do PSD, e António Leitão Amaro, ex-secretário de Estado da Administração Local e que está ao lado do eurodeputado na corrida à liderança.

O evento decorrerá no Centro de Artes e Espetáculos de Portalegre, “numa cidade e num dos distritos mais afetados pela falta de coesão territorial em Portugal”.

As eleições diretas para presidente da Comissão Política Nacional do PSD realizam-se em 27 de novembro e o Congresso entre 17 e 19 de dezembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.