O homem a quem Erdogan se referia é Ibrahim El Bakraoui, um dos dois irmãos responsáveis pelos ataques de Bruxelas, reivindicados pelo Estado Islâmico. "A Bélgica ignorou o nosso aviso de que se tratava de um combatente estrangeiro", acrescentou o presidente turco, em conferência de imprensa.

Neste tipo de situações, as autoridades belgas não podem fazer detenções sem que haja prova de envolvimento em actividades criminosas.

O gabinete de Erdogan diz que as autoridades holandesas também foram notificadas. A Holanda disse que iria analisar o caso, não confirmando ainda se Bakraoui esteve de facto em território holandês.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.