Jordan Ayew colocou o Gana em vantagem, aos 63 minutos, e André Ayew garantiu o triunfo, aos 78, na conversão de uma grande penalidade, já depois de o Congo, que se manteve sempre no jogo, ter empatado por Paul-Jose Mpoku, aos 68.

O Congo, que foi uma das surpresas da fase de grupos, entrou determinado a levar de vencida a seleção ganesa, mas não foi eficaz na concretização das oportunidades criadas.

Já o Gana, após suster o ímpeto inicial do Congo, partiu para a segunda parte decidido a resolver a eliminatória, chegando à vantagem por Jordan Ayew, aos 63 minutos.

A determinação do Congo valeu-lhe o empate, escassos minutos volvidos, através de um potente remate de Paul-Jose Mpoku, aos 68 minutos, que manteve a eliminatória e a passagem às meias-finais em aberto para ambas as seleções no Estádio Oyem.

Com o decorrer do encontro, que passou por uma toada muito faltosa, o Congo reclamou pela não marcação de uma grande penalidade, por pretenso derrube dentro da área a Junior Kabananga.

Aos 78 minutos, num derrube a Christian Atsu, que já representou o FC Porto e o Rio Ave, sancionado com o castigo máximo, o Gana desfez a igualdade por André Ayew e ‘selou’ a passagem às meias-finais.

O Gana vai disputar a meia-final da CAN2017 com os Camarões, que eliminaram o Senegal nos quartos de final, na marcação de grandes penalidades (5-4), apões empate a 0-0.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.