A organização informou que cada veleiro será submetido a um rigoroso processo de reparação, que terá a duração aproximada de 15 semanas, devendo dar entrada nos estaleiros uma nova embarcação a cada três semanas.

“Dizer que é um calendário ambicioso é pecar por defeito”, disse o responsável pelo processo, Sam Bourne, que pretende certificar-se que todos os veleiros estarão em condições as 45.000 milhas da prova de circum-navegação.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.