"O Comité de Apelo da Fifa considerou reprovável a conduta do jogador Lionel Messi no dito incidente, mas determinou que as provas disponíveis não eram suficientes para demonstrar, segundo as normas adequadas - ou seja, de maneira completamente satisfatória - a aplicação do artigo 77º do código, que permite à Comissão Disciplinar sancionar faltas graves que não tenham sido advertidas pelo árbitro oficial do jogo", pode ler-se no comunicado emitido pelo organismo que tutela o futebol a nível mundial.

"Desta forma, levanta-se a suspensão imposta sobre ele", conclui a FIFA que iliba ainda o jogador de pagar a multa a que tinha sido obrigado aquando da publicação do castigo.

Messi tinha sido suspenso por quatro jogos pela Comissão Disciplinar da FIFA, tendo sido ainda multado em 10.000 francos suíços (perto de 9.400 euros), por alegadamente ter dirigido palavras insultuosas” a um árbitro assistente, na partida de qualificação sul-americana para o Mundial2018 contra o Chile, que a Argentina venceu por 1-0, com um golo do avançado do FC Barcelona, de grande penalidade.

O internacional argentino cumpriu o primeiro deste castigo com a camisola da seleção albiceleste, na derrota frente à Bolívia, por 2-0, a 28 de março.

Agora é certo que o número 10 dos blaugrana estará apto para ser selecionado para as partidas diante a Venezuela e Perú.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.