No Parque dos Príncipes, em Paris, as campeãs em título entraram no encontro, praticamente, a vencer, logo aos cinco minutos, graças ao livre direto cobrado pela capitã Rapinoe, enganado toda a defensiva gaulesa.

No segundo tempo, Rapinoe fez o seu 49.º tento pelas norte-americanas, aos 65 minutos, num lance decisivo para o desfecho da partida, uma vez que a França reduziu através da defesa Wendie Renard (81), dando esperança à sua equipa até final.

A influente jogadora da equipa americana, que já tinha feito, de grande penalidade, os dois golos da vitória sobre a Espanha (2-1) nos oitavos de final, igualou a compatriota Alex Morgan no topo da lista de marcadoras do Mundial, com cinco tentos.

Nas meias-finais, os Estados Unidos vão discutir um lugar na final com a Inglaterra, que na quarta-feira eliminou a Noruega.

Os quartos de final completam-se no sábado, com os jogos Itália-Holanda e Alemanha-Suécia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.