O jogo da 28.ª jornada ficou resolvido na primeira parte, com os dois golos de Mertens, aos 27 e 34 minutos, a darem os três pontos ao Nápoles, que contou com o internacional português Mário Rui a titular.

A turma napolitana confirmou a trajetória recente de recuperação e somou a terceira vitória consecutiva na Serie A, seguindo com 53 pontos em 27 jogos (tem uma partida em atraso), enquanto a Roma perdeu o segundo jogo seguido para o campeonato e está no sexto lugar, com 50 pontos em 28 partidas.

Nos outros jogos do dia em Itália, o AC Milan venceu fora a Fiorentina por 3-2 e mantém-se na perseguição ao líder Inter Milão.

Zlatan Ibrahimovic inaugurou o marcador para os milaneses, aos nove minutos, mas o chileno Erick Pulgar restabeleceu a igualdade, aos 17, e a partida chegou ao intervalo empatada a uma bola.

Com Diogo Dalot a atuar durante os 90 minutos, e Rafael Leão ausente por lesão, o AC Milan ficou pela primeira vez em desvantagem no encontro aos 51, quando o francês Franck Ribéri marcou para os ‘viola’, mas ainda foi a tempo de dar a volta ao marcador.

O espanhol Brahim Díaz fez o 2-2. aos 57 minutos, e o turco Hakan Çalhanoglu deu a vitória à equipa de Milão, aos 72, num remate forte e cruzado que valeu a vitória para o AC Milan, que conta agora com 59 pontos em 28 rondas, enquanto o rival Inter Milão, que está no topo da tabela e tem menos um jogo disputado, tem 65 pontos.

Os ‘rossoneri’ beneficiaram ainda da surpreendente derrota caseira da Juventus, o seu mais direto perseguidor, que, com Cristiano Ronaldo no onze, perdeu 1-0 com o Benevento.

O golo que garantiu o primeiro triunfo da equipa treinada pelo antigo internacional italiano Filippo (Pippo) Inzaghi em 11 jogos foi apontado pelo argentino Adolfo Gaich, aos 69 minutos, que aproveitou da melhor forma um erro infantil do médio brasileiro Arthur.

A Juventus, que esta época só tinha sido derrotada em casa na 14.ª jornada pela Fiorentina (3-0), segue assim no terceiro lugar, com 55 pontos, os mesmos que a Atalanta, que é quarta classificada, mas que tem mais um jogo disputado.

A formação orientada por Andrea Pirlo, afastada da Liga dos Campeões pelo FC Porto, soma menos um ponto do que o AC Milan, que é segundo e que ainda hoje defronta a Fiorentina.

A equipa de Turim, vencedora das últimas nove edições da liga italiana, está já a 10 pontos do líder, o Inter de Milão, que viu o jogo de sábado, com o Sassuolo, ser adiado, por decisão das autoridades sanitárias devido a vários casos positivos ao novo coronavírus no plantel.

O triunfo deixa o Benevento na 16.ª posição, com 29 pontos, a sete do Cagliari, que é a primeira equipa abaixo da linha de despromoção.

A Lazio venceu por 1-0 no terreno da Udinese, com um golo de Adam Marusic, aos 34 minutos, e manteve-se no sétimo lugar, colocando pressão na Roma.

Com Adrien Silva no banco, a Sampdoria veceu em casa o Torino por 1-0, com um golo de Candreva (25) e manteve a 10.ª posição da prova, com 35 pontos,

O Verona, com o português Miguel Veloso a titular, somou a terceira derrota consecutiva, ao ceder por 2-0 no terreno da Atalanta, num jogo em que o ucraniano Malinovsky esteve em destaque, ao marcar o primeiro golo aos 33 minutos, de penálti, e assistindo Zapata, para o segundo, aos 42.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.