Um golo do avançado inglês Tammy Abraham, aos 11 minutos, na sequência de um pontapé de canto, executado pelo internacional italiano Lorenzo Pellegrini, valeu o ‘passaporte’ para a final da Liga Conferência Europeia.

De resto, foi um jogo à imagem de José Mourinho, sobretudo quando se trata de jogos de caráter decisivo, nos quais prevalece a componente tática do técnico luso, que torna o jogo da sua equipa calculista, cínico e eficaz.

A Roma entrou forte no jogo, marcou cedo e ‘trancou’ o jogo, de tal modo que o Leicester, estando em desvantagem, fez o seu primeiro remate à baliza de Rui Patrício aos 79 minutos, pelo médio inglês James Maddison, de fora da área, defendido pelo internacional português, o segundo aos 83, pelo avançado nigeriano Kelechi Ilheanacho, que passou ao lado da baliza, e o terceiro pelo mesmo Maddison, aos 90+2.

José Mourinho pode tornar-se assim no primeiro treinador a vencer as três competições da UEFA, Liga dos Campeões, Liga Europa e Liga Conferência Europa, sendo já o primeiro a marcar presença na final das três.

Além disso, o técnico português alcança a sua quinta final europeia, tendo vencido as quatro que já disputou, duas Ligas dos Campeões, uma pelo FC Porto, em 2004, outra pelo Inter de Milão, em 2010, uma Taça UEFA, em 2003, pelo FC Porto, e uma Liga Europa, em 2017, ao serviço do Manchester United.

Por outro lado, leva a Roma a uma final europeia 31 anos depois, visto que a última em que o clube romano esteve presente foi em 1991, na final da Taça UEFA, que perdeu para o Inter de Milão. Tem mais duas registadas no seu historial, a Taça das Cidades com Feiras (antecessora da Taça UEFA), em 1961, que venceu ao bater os ingleses do Birmingham, e a Taça dos Campeões Europeus, em 1984, na qual saiu derrotado pelo Liverpool nos penáltis, depois de um empate no final do prolongamento.

No outro jogo das meias-finais da primeira edição da Liga Conferência Europa, o Feyenoord empatou sem golos em Marselha e garantiu o acesso à final, depois de ter vencido nos Países Baixos, na primeira mão, por 3-2.

O erro fatal do central croata Duja Caleta-Car, no jogo da primeira mão, ao ‘oferecer’ literalmente o terceiro golo ao Feyenoord no início da segunda parte, que poria o resultado em 3-2, acabou por se revelar determinante para o desfecho da eliminatória.

A final da Liga Conferência Europa, que oporá a Roma ao Feyenoord, está marcada para o próximo dia 25 de maio, em Tirana, capital da Albânia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.