Os ‘leões’ voltaram a conquistar a principal prova europeia de clubes, em 16 de novembro, ao derrotarem na final os russos do Yawara Neva, por 3-2.

Durante o discurso nos Paços do Concelho de Lisboa, onde a comitiva foi recebida, Frederico Varandas destacou o “exemplo” e o “feito admirável” dos judocas, que elevaram o nome do clube de "um país com a dimensão de Portugal”.

“Muitas vezes não é o favorito que vence. Vocês [judocas] deram uma lição de que muitas vezes quem vence é quem mais quer, quem tem mais alma e coração. Deram uma lição a qualquer adepto que goste de desporto, a qualquer dirigente, a qualquer pessoa na vida”, elogiou.

Para o líder dos ‘leões’, a “competência” não foi o único fator para a revalidação do título europeu, mas também “a resiliência” que os atletas demonstraram nos combates.

O judoca português Jorge Fonseca, campeão mundial na categoria de -100 kg, expressou igualmente felicidade por ver “reconhecido o esforço e a dedicação” da equipa por parte da Câmara de Lisboa e recordou o grande momento vivido em Odivelas, onde decorreu a competição.

“Lutámos em casa, que foi um fator x para nós, porque tínhamos o público do nosso lado, a torcer por nós. Não estávamos à espera de sermos campeões da Europa, lutámos para chegar ao pódio e não acreditávamos que podíamos ser campeões. Os meus colegas acreditaram, lutaram e estavam com fé que íamos fazer algo histórico”, revelou.

O vereador da Câmara Municipal de Lisboa com o pelouro do Desporto, Carlos Manuel Castro, também exultou com o feito alcançado e disse acreditar que a modalidade vai continuar a crescer em Portugal.

“Este é o sinal da qualidade dos nossos atletas, não só do Sporting, mas também de Portugal. Temos dado e vamos continuar a dar cartas em várias modalidades. Destaco o judo pela importância que começa a assumir em Lisboa e em Portugal”, assinalou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.