Enquanto visitava as instalações da mercearia social Valor Humano, na freguesia de Santo António, Marcelo Rebelo de Sousa pediu desculpa à comunicação social pela pouca antecedência com que fora avisada desta iniciativa: "Desculpem lá, mas deu-me a ideia hoje, eu sou assim", disse, acrescentando: "Sempre fui assim".

Depois, no exterior, prestou declarações aos jornalistas, que foram chegando aos poucos ao local, acabando por responder a perguntas durante mais de meia hora.

Marcelo Rebelo de Sousa, que se recandidata ao cargo de Presidente da República com o apoio de PSD e CDS-PP, referiu que esta mercearia social "está a apoiar 200 famílias, numa freguesia no meio de Lisboa", com "o apoio muito solidário de vários restaurantes".

"Eu escolhi a instituição porque é um exemplo de como todos dão as mãos para enfrentar o confinamento", justificou, realçando que esta é "uma realidade que não fecha, que não vai fechar" durante o atual período de confinamento.

No final desta iniciativa, o candidato decidiu subir a pé Calçada do Moinho de Vento para uma breve "visita de médico" à Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa, onde apenas se cruzou com duas alunas à entrada.

Dali, seguiu também a pé até ao seu carro, onde mostrou aos jornalistas ligeiros danos no lado esquerdo da viatura e despediu-se declarando: "Mas vai aguentar a campanha".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.