Cinco dias depois das eleições, le Pen escreveu uma mensagem de felicitações, divulgada hoje pelo Chega, em que escreve que a “grande luta” nas presidenciais do candidato da extrema-direita “permitiu abrir uma nova página da história política de Portugal e encarnar uma renovação e esperança para o povo português”.

“Este resultado vai muito além do seu próprio país, é um alento e uma esperança para a corrente patriótica que por toda a Europa avança e se reforça”, lê-se na mensagem de Marine le Pen, que esteve em Lisboa em 08 e 09 de janeiro, na abertura da campanha eleitoral de André Ventura.

Marcelo Rebelo de Sousa, com o apoio do PSD e CDS-PP, foi reeleito Presidente da República nas eleições de domingo, com 60,70% dos votos, segundo os resultados provisórios apurados em todas as 3.092 freguesias e quando faltava apurar dois consulados.

A socialista Ana Gomes (PAN e Livre) foi a segunda candidata mais votada, com 12,97%, seguindo-se André Ventura (Chega) com 11,90%, João Ferreira (PCP e Verdes) com 4,32%, Marisa Matias (Bloco de Esquerda) com 3,95%, Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal) com 3,22% e Vitorino Silva (Reagir, Incluir e Reciclar – RIR) com 2,94%.

A abstenção foi de 60,5%, a percentagem mais elevada de sempre em eleições para o Presidente da República.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.