Em declarações à Lusa, o cantor e compositor português manifestou-se "feliz pela música portuguesa" e por Salvador Sobral, "um excelente músico".

Segundo Paulo de Carvalho, "faz muito sentido esta música ser ouvida", uma música "séria, bem feita, feita com amor", que "escapa a quem faz o negócio" discográfico.

Portugal ganhou no sábado, pela primeira vez, o Festival Eurovisão da Canção, com "Amar pelos dois", interpretada por Salvador Sobral, de 27 anos.

Chegou, amaram-no e venceu. Pelos dois e por todos
Chegou, amaram-no e venceu. Pelos dois e por todos
Ver artigo

A canção, com letra e música de Luísa Sobral, irmã de Salvador Sobral, obteve 758 pontos na votação combinada dos júris nacionais e do público, na final do festival disputada em Kiev, na Ucrânia, que foi transmitida em direto pela RTP1.

A final do Festival Eurovisão da Canção foi disputada por 26 países.

Paulo de Carvalho foi ao Eurovisão em 1974, com "E depois do adeus", que serviu de senha para a Revolução do 25 de Abril, tendo ficado em último lugar 'ex-aequo' com os intérpretes da Noruega, Alemanha e da Suíça.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.