Fez-se história. Pela primeira vez, duas mulheres fazem uma caminhada no espaço (e pode vê-la em direto)

A primeira caminhada espacial com uma equipa feminina começou nesta sexta-feira, segundo imagens veiculadas pela NASA. Christina Koch e Jessica Meir foram as eleitas para este marco histórico, a ser transmitido em direto pela agência espacial norte-americana.

A missão das astronautas americanas Christina Koch e Jessica Meir é reparar um controlador de energia do lado de fora da Estação Espacial Internacional.

A caminhada espacial desta sexta começou oficialmente às 12h38 (hora de Lisboa) e deve durar várias horas, para trocar uma unidade de recarga de bateria que parou de funcionar no passado fim de semana.

Koch e Meir encontram-se acompanhadas por mais quatro tripulantes, todos eles homens, que permanecem dentro da Estação Espacial Internacional enquanto  as duas astronautas encontram-se fora da estação a fazer as reparações.

Ambas as astronautas juntaram-se à NASA em 2013, num ano em que metade da sua turma era feminina, sendo que Koch prepara-se também para bater outro recorde, ao tornar-se na primeira mulher a fazer uma missão de 300 dias.

Este primeiro passeio espacial feito por duas astronautas estava marcado para março, mas a NASA teve de cancelar quatro dias antes porque não havia os fatos do tamanho certo para cada uma.

Na altura, Christina Koch e Anne McClain iam fazer o passeio junto da Estação Espacial Internacional, numa operação que estaria a ser apoiada, em terra, por Mary Lawrence e Kristen Facciol. O anúncio do feito histórico foi notícia no início de março.

Contudo, a NASA (agência espacial norte-americana) informou que a missão histórica vai ter de esperar. O motivo? A indisponibilidade de fatos de tamanho adequado.

Anne McClain, uma das astronautas que iria participar na intervenção — e que agora foi substituída por Jessica Meir —, percebeu no seu último passeio espacial que precisaria de uma parte de cima do fato de tamanho médio e que até à data da viagem não estaria disponível.

“Como só um tamanho médio pode estar pronto até sexta-feira, dia 29 de março, [a astronauta] Koch vai usá-lo”, lê-se no comunicado da agência espacial norte-americana.

Essa missão, também destinada a instalar novas baterias nos painéis solares da estação, foi realizada na mesma, mas sendo operada por uma equipa mista: Christina Koch e Nick Hague.

E se foi os vestuário o que obrigou as duas astronautas a adiar esta viagem, se tivessem esperado mais um pouco ainda, teriam já trajado os novos fatos que a NASA desenhou como parte do programa Artemis, apresentados esta terça-feira pela NASA.

Estes modelos são protótipos que ainda não foram testados no espaço e cujo design ainda deve ser terminado, estando isto previsto para 2023.

O regresso à Lua está previsto oficialmente para 2024 com a missão Artemis 3, embora este cronograma ainda seja incerto devido a atrasos e problemas de financiamento.

À frente de uma enorme bandeira americana na sede da Agência Espacial dos Estados Unidos, em Washington, os engenheiros vestiram os fatos para a imprensa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.
mookie1 gd1.mookie1