O tenista português João Sousa, 44.º do ‘ranking’ mundial, qualificou-se esta sexta-feira para a final do torneio de Auckland, Nova Zelândia, ao vencer o cipriota Marcos Baghdatis, 36.º do‘ranking’ mundial.

João Sousa ganhou a partida das meias-finais por 6-1 e 7-5 e vai disputar a final com o norte-americano Jack Sock, que venceu o também norte-americano Steve Johnson.

“Fiz um encontro muito bom. Consegui ser muito agressivo, principalmente com a minha direita a dominar os pontos. Também estive muito bem no capítulo do serviço”, avaliou o número um português, em declarações à sua assessoria de imprensa.

Esta será a oitava final que João Sousa disputa na carreira. No sábado, tentará conquistar o terceiro título no circuito, depois das vitórias nos torneios de Kuala Lumpur, em 2013, e Valência, Espanha, em 2015.

No seu percurso no circuito profissional, João Sousa disputou mais cinco finais, duas em 2014, em Bastad, na Suécia, e Metz, em França, e três em 2015, em São Petersburgo, na Rússia, Umag, na Croácia, e Genebra.

Na final de sábado, João Sousa defronta o 23.º da hierarquia pela segunda vez na carreira. O primeiro confronto ocorreu em 2016, na terceira ronda do Masters 1000 de Madrid, com o português a vencer o norte-americano em três ‘sets’, por 6-1, 6-7 (3-7) e 6-2.

“Conheço-o bem. Já o defrontei no ano passado, mas as condições aqui são diferentes das de Madrid. Agora, vou descansar para poder estar 100 por cento para vencer”, disse João Sousa.

Jack Sock tem apenas um troféu no palmarés, conquistado em 2015 no torneio de Houston, Estados Unidos, tendo disputado mais quatro finais: as duas últimas edições do torneio de Estocolmo e as edições de 2016 de Houston e Auckland.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.