“O Governo promove um programa que visa garantir condições de habitação dignas e outras infraestruturas de apoio aos profissionais deslocados que iniciam funções, através do lançamento, até ao terceiro trimestre de 2022, de concursos públicos de investimento em infraestruturas de habitação”, refere a proposta do Orçamento do Estado para 2022 entregue na segunda-feira à noite no parlamento.

O diploma especifica que estão previstos, pelo menos, cinco milhões de euros para os serviços sociais da Guarda Nacional Republicana e outros cinco milhões de euros para os serviços sociais da Polícia de Segurança Pública.

A proposta sublinha ainda que estas habitações são disponibilizadas aos beneficiários dos serviços sociais das forças de segurança.

O investimento até 10 milhões de euros em infraestruturas de habitação para as forças de segurança, um programa destinado aos polícias deslocados que estão em início de funções, já estava previsto no Orçamento do Estado deste ano, mas o seu lançamento não chegou a concretizar-se.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.