Alívio

Substantivo masculino. Acto ou efeito de aliviar; Sensação agradável que se tem quando o que oprime ou molesta cessa de todo ou em grande parte.

Foi de alívio a sensação generalizada quando a Direção Nacional de Saúde confirmou esta manhã que o primeiro caso suspeito do coronavírus em Portugal deu negativo.

São tempos onde a prudência e a sensatez não podem ser derrotadas pelo pânico e histeria. Sim, o vírus da pneumonia já matou 56 pessoas na China, infetou mais de duas mil casos e houve casos detetados em sítios já bem longe do epicentro, com os Estados Unidos, a França, o Canadá ou a Austrália.

No entanto, não só as autoridades chinesas redobram esforços para tentar conter o avanço da epidemia e impedi-la de se espalhar para fora do país, como da parte de Portugal a DGS mantém-se sob alerta para que nós não tenhamos de fazê-lo de igual modo.

Não só a entidade dirigida por Graça Freitas já publicou “uma orientação sobre o novo Coronavírus (2019-nCoV), com os procedimentos a adotar pelos profissionais em caso de suspeita ou confirmação de caso de infeção", como avançou também com uma campanha nas redes sociais com o propósito de apelar à cautela.

Também por isso mesmo, o Governo hoje desaconselhou hoje “viagens não essenciais" à China, justificando a decisão não só pelos eventuais riscos de saúde, como também pelas presentes limitações na circulação dentro do país. Ainda assim, hoje dormimos mais descansados.

Euforia

Substantivo feminino. Sensação fisiológica de bem-estar.

A noite já era de festa, mas o dia seguinte foi de euforia, pelo menos para Francisco Rodrigues dos Santos e os seu apoiantes. O candidato à liderança do CDS-PP viu a sua moção de estratégia ser a mais votada no 28.º congresso do partido, decorrido em Aveiro, ontem à noite, o que o efetivou enquanto novo presidente dos centristas.

Ao fim de dia e meio de discussões, picardias e apelos, “Chicão”, como é conhecido, apresentou-se hoje à tarde aos dirigentes do CDS com o intuito de motivar as suas bases.

Se, por um lado, deixou um aviso aos outros partidos do seu espetro político dizendo que “à direita manda o CDS", por outro reafirmou que a sua direção quer combater o "socialismo vigente em Portugal".

Outra das mensagens foi apelo à união. "A nossa casa comum não precisa de estar dividida contra si mesmo porque isso é sinal de que nunca poderia subsistir”, disse, perante os aplausos, tanto dos apoiantes, como dos concorrentes  — Filipe Lobo d’Ávila e João Almeida — que fez questão de cumprimentar.

Um partido “sexy” mas de causas mais conservadoras e com poucas mulheres nos cargos de decisão, é o que Francisco Rodrigues dos Santos quer para o CDS-PP e é uma das mensagens que fica deste fim de semana. Pelo meio, a equipa do SAPO24 no local falou ainda com José Ribeiro e Castro, João Gonçalves Pereira, Cecília Meireles e ficou a conhecer Faruk, o cão-guia do congresso.

Pesar

Substantivo masculino. Sentimento ou dor interior; Mágoa, desgosto; Arrependimento; Remorso.

O dia podia ter terminado com um misto dos dois sentimentos acima descritos, mas o mundo, com a sua crueldade imprevisível, fê-lo findar com uma nota de pesar.

Hoje, não só o mundo do basquetebol, como do desporto em geral, fica mais pobre com a morte de Kobe Bryant. O ex-jogador dos Los Angeles Lakers tragicamente faleceu num acidente de helicóptero em conjunto com a sua filha Gianna.

Nenhuma morte é fácil de engolir, mas aquelas que nos apanham de surpresa são as mais dolorosas, especialmente quando os visados ainda tinham tanto para dar. Bryant já se encontrava reformado da prática desportiva profissional, mas sabemos que os courts e os campos não têm o mesmo cronómetro do mundo real e o ex-jogador tinha apenas 41 anos. E Gianna 13.

De um pouco por todo o lado — não só do universo dos cestos, como também de outras modalidades desportivas e até junto da cultura popular — têm chovido homenagens e lamentos quando à morte de “Black Mamba”. No SAPO24, deixamos a nossa humilde contribuição.

E se hoje o dia é de pesar, amanhã alia-se esse sentimento ao de recordação. Dia 27 de janeiro assinala a libertação do campo de extermínio de Auschwitz, em 1945, pelo Exército Vermelho, começando o tratamento e libertação dos sobreviventes do extermínio nazi.

Por ocasião desse marco histórico, dá-se o Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto ou Dia da Shoah e Dia Europeu de Memória do Holocausto.

Sendo o 75º aniversário desde essa ação contra o terror, várias figuras políticas participam numa cerimónia no campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau e no Tributo às Vítimas do Holocausto no Memorial. O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, vai em representação de Portugal.

Como sugestão para assinalar essa data, é uma oportunidade para recordar uma mancha na história da humanidade que não pode voltar a repetir-se. Ler “Se Isto é um Homem” de Primo Levi ou ver o brutal documentário “Shoah”, de Claude Lanzmann, são bons pontos de partida.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.