Sou fã confessa de celebrações. Quem me conhece sabe que não sou dada a festas grandes com muita gente (se bem que a dose certa de confusão às vezes cai bem), mas acredito que as conquistas pequenas e grandes devem ser assinaladas e comemoradas. Se é com um brinde entre amigos ou colegas, seja. Se é num jantar de família, venha ele. Se é a dois, vamos a isso. Se é à distância de uma videochamada, também serve. O importante é que não passe em branco, que não seja só mais um dia. A vida é muito curta para ser uma amálgama de jornadas sem nada a destacar. E, por outro lado, adiar uma comemoração é correr o risco de deixar de ter motivos para a fazer. Já diz o ditado, não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe.

Duas histórias hoje publicadas aqui no SAPO24 deixaram-me a pensar nisto. A primeira é história de Victor Abussafi — o nome não lhe é estranho? É possível que já tenha lido aqui as suas crónicas sobre o Brasileirão —, o primeiro convidado da nova série A Vida em Pandemia. Victor é proprietário do restaurante Dona Beija, em Lisboa, que teve o melhor domingo de sempre imediatamente antes de ver as mesas vazias por causa da covid-19. A segunda é de dois grupos de hoteleiros com quem o Tomás Albino Gomes conversou e que foram premiados imediatamente antes de ter sido declarado estado de emergência. Assim, de um dia para o outro, aquilo que seria a preparação para a época alta do turismo nacional resultou em medidas de contingência e portas fechadas.

É um facto, não sabemos o que nos reserva o dia de amanhã. A provação que se segue não retira mérito ao já conquistado e o que se aprendeu será certamente útil nos desafios que tivermos pela frente. Por isso, sim, espero que a seu tempo tenha havido oportunidade de fazer um brinde.

Falando em hotéis, uma nota para a capacidade de olhar para lá da adversidade: Esta semana, no primeiro episódio na nova temporada do The Next Big Idea, parceiro do SAPO24, o enfoque foi para o projeto Rooms Against Covid. Sem turistas, foram muitos aqueles que se juntaram a esta plataforma para oferecer de forma gratuita acomodações a profissionais de saúde que estão na linha da frente de combate à pandemia e que não podem voltar para casa face ao risco de infetar a própria família. Quando se pensou que não era possível pedir mais de um setor fortemente afetado por este vírus, os empresários chegaram-se à frente para responder a uma necessidade maior.

Como é habitual neste nosso balanço do que marcou a atualidade, vamos a números — também aqui nota positiva, isto é, com destaque para quantidade de casos recuperados que ascende agora a 1143, mais 226 do que esta terça-feira. Já o número de óbitos, infelizmente, subiu para 785 (mais 23) e o número de infetados para 21.982 infetados (mais 603).

No que toca a informações práticas hoje dadas a conhecer, deixo três: a primeira é de que Costa irá anunciar no próximo dia 30 a data para o regresso às aulas presenciais nos 11º e 12º anos de escolaridade; a segunda é de que os apoios para as empresas que pediram até à primeira semana de abril para aderir ao ‘lay-off’ simplificado vão começar a ser pagos na sexta-feira, enquanto os restantes no início de maio.​​​​​​​ Por fim, se ainda não entregou o IRS saiba que os divorciados a coabitar na mesma residência “por conveniência mútua” têm de entregar declarações de IRS separadas, não podendo optar por declaração conjunta, esclareceu o Fisco numa informação aos contribuintes — aliás, nota para o facto de a Autoridade Tributária ter começado ontem a processar os reembolsos do IRS.

No âmbito das sugestões, seguem duas para ler e várias para ver.

Para ler:

  • Já era internacionalmente conhecida, mas a pandemia fê-la chegar às casas de todo o mundo. Uma das mais prestigiadas universidades norte-americanas no campo da investigação científica, a Johns Hopkins, mudou a forma como acompanhamos a progressão da Covid-19 através do seu painel — e está na frente do combate ao coronavírus nos EUA. Conheça melhor esta universidade e o que tem estado a fazer na ciência aqui.

Para ver:

  • Saiu mais uma edição da nossa rubrica Acho que Vais Gostar Disto, com assinatura da Mariana Falcão Santos. Há espaço para séries sobre strippers, cinema alternativo e segundas chances. Confusos com a mistura? O melhor é mesmo espreitar as sugestões.

Despeço-me com um desafio: Há sempre duas maneiras de olhar para o copo: meio vazio ou meio cheio. Se tem razões para celebrar hoje — seja o motivo pequeno ou grande — beba um copo, faça um brinde, mesmo que à distância de um "zoom", não adie.

O meu nome é Inês F. Alves e hoje o dia foi assim.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.