Os dados indicam também que, até às 09:00 de hoje, tinham sido identificados 3.229 casos entre 64.581 pessoas testadas.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse hoje acreditar ser possível levantar as atuais restrições relacionadas com a pandemia do coronavírus Covid-19 dentro de 12 semanas, mas reiterou os britânicos continuarem a seguir os conselhos de distanciamento social.

“Eu acredito que poderemos virar a maré nas próximas 12 semanas. E estou absolutamente confiante de que podemos eliminar o coronavírus neste país. Mas somente se dermos os passos que delineámos. E isso é vital, porque é assim que vamos reduzir o pico”, afirmou, numa conferência de imprensa diária sobre a situação hoje em Downing Street, a residência oficial do chefe de governo britânico.

O governo britânico decretou o encerramento das escolas públicas em todo o país a partir de sexta-feira e aconselhou as pessoas a não frequentarem bares ou restaurantes para evitar contactos sociais desnecessários.

Determinou ainda um maior tempo de isolamento para agregados familiares com membros que tenham sintomas, de sete para 14 dias.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 220 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.900 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 85.500 recuperaram da doença.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.