Reportagem
substantivo feminino

1. Funções, serviço de repórter num jornal
2. Artigo de jornal escrito segundo as informações colhidas por um repórter

Fotorreportagem
substantivo feminino

1. Reportagem que informa sobretudo a partir de fotografias e das suas legendas

Em tempos de pandemia, pedem-nos que fiquemos em casa. Os números de hoje, por cá, mostram-nos que é possível combater o novo coronavírus: Portugal registou uma queda acentuada de novos casos de infeção e há 12 óbitos a registar nas últimas 24 horas.

Contudo, apesar de não podermos abrandar os cuidados, queremos saber o que se passa na rua. Precisamos de ver a normalidade onde ela já está a ser retomada ou de ver o que dantes não seria visível e agora é.

Para que essas histórias cheguem ao conforto e segurança do lar, é preciso que pelo menos os fotógrafos (ou quem se desenrasque com a tarefa, em casos de acesso mais difícil) andem nas ruas. São os nossos olhos, nestes dias. E precisamos também de falar com as pessoas — mesmo que, dadas as circunstâncias, essa seja uma conversa via telemóvel ou qualquer plataforma na internet.

Este sábado, são várias as reportagens que podemos ver e ler. Ainda não deu por elas? Eu ajudo.

A viagem de uma vida que foi cancelada

Imprevistos atrás de imprevistos. Adia-se a frustração, aceita-se a tristeza, assume-se o que é inevitável. Assim está a ser vivida a pandemia a bordo do Navio-Escola Sagres, aos olhos do homem com o comando do navio e do médico da missão. A história é-nos contada através da conversa — também ela com imprevistos — que a Margarida Alpuim teve com os dois. As fotografias a bordo chegam-nos pela Marinha. É ler e ver aqui.

Os portugueses que estão longe do seu país 

Este é o segundo artigo de uma série sobre dez portugueses a viver no exterior em tempo de pandemia e que retrata também a forma como cada país está a enfrentar a crise e a preparar o futuro. Uma volta ao mundo em modo Covid-19, contada pela Isabel Tavares. Desta vez, podemos ler as histórias de César Sousa, na China, e de Álvaro de Mendonça, em Angola.

O regresso ao comércio tradicional

Longe do antigo 'corre-corre', as ruas de Benfica, em Lisboa, voltaram a encher-se ao sábado de manhã para as compras no mercado, onde se entra após uma longa fila de espera, e no comércio tradicional, que abriu portas esta semana. Uma reportagem de Rosa Cotter Paiva (texto) e Mário Cruz (fotos), da agência Lusa, que pode ler e ver aqui.

A cidade deserta sem peregrinos

As opiniões sobre um 13 de Maio sem fiéis continuam a ecoar. Mas é mais do que isso. Vazia é a palavra que melhor define a cidade de Fátima num período em que estaria cheia de peregrinos, que a pandemia da covid-19 afastou dos hotéis, lojas e cafés, que continuam à espera de melhores dias. O olhar de Elisabete Cruz (texto) e Paulo Cruz (fotos) da agência Lusa.

As refeições que chegam a casa, à vontade do freguês

Com a imposição de encerramento dos estabelecimentos, a restauração viu-se obrigada a reinventar conceitos para se manter em atividade. No Algarve, há quem confecione sozinho e embale em vácuo, quem faça entregas de bicicleta ou quem leve comida vegetariana a casa. Uma reportagem de Pedro Miguel Duarte (texto) e Luís Forra (fotos), da agência Lusa

Além do novo coronavírus, os incêndios que estão por vir

Vinte e quatro homens e mulheres asseguram desde quinta-feira o funcionamento diário dos seis postos de vigia do distrito da Guarda integrados na rede nacional coordenada pela GNR, no âmbito do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais. Estas são as caras e as histórias de algumas das pessoas que sobem ao alto dos postos para ver o mais longe possível, numa reportagem com fotos de Miguel Pereira da Silva, da agência Lusa.

Por fim, deixo ainda quatro sugestões:

  • Uma que nos dá retratos destes dias que vivemos
    • A página de Instagram EverydayCovid apresenta o trabalho de vários fotojornalistas portugueses, dentro e fora de portas;
  • Outra que não o deixa sem planos para hoje
    • No nosso "Acho que Vais Gostar Disto", há sugestões para celebrar a Europa, o vinho e o teatro. É ver tudo aqui;
  • Uma que é uma boa conversa
    • Revelações, conspirações e elogios. Tiago Bettencourt foi o convidado de mais uma edição do "Conversas de Roupão com Samuel Úria". Recorde aqui;
  • E, por fim, uma que tem atividades para miúdos e graúdos
    • A Sebenta da Quarentena traz 40 ideias para aproveitar o tempo. São sopas de letras, desenhos para pintar, textos para ler ou apenas ilustrações para refletir.

A ler e ver o que se passa no mundo — que parece tão distante e que está já ali do lado de fora das paredes de casa —, eu sou a Alexandra Antunes e hoje o dia foi assim.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.