“O Presidente dos Estados Unidos [Donald Trump] e o povo americano esperam que os nossos aliados cumpram a palavra e façam mais pela nossa defesa coletiva. O Presidente espera progressos reais até ao fim de 2017”, disse Pence à imprensa, depois de uma reunião com o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

Os 28 países da NATO definiram em 2014 que os Estados-membros devem consagrar 2% do Produto Interno Bruto à despesa militar.

Até hoje, apenas cinco países – Estónia, EUA, Grécia, Polónia e Reino Unido – atingiram essa percentagem, o que tem sido criticado por Trump, que afirmou que os Estados Unidos vão pensar duas vezes antes de cumprir os seus compromissos se os aliados não o fizerem.

“A defesa da Europa requer tanto um compromisso da Europa como dos Estados Unidos”, disse Pence, afirmando que alguns aliados não têm “uma trajetória clara e credível” para atingir aquele nível de investimento.

Os países que têm um plano de ação, “devem acelerá-lo”, e os que não têm, devem definir um, disse o vice-Presidente norte-americano.

“É altura de agir”, disse.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.