Portugal chega aos Jogos Paralímpicos Tóquio2020 com uma comitiva de 33 atletas, renovada em relação ao Rio2016 com 17 estreantes.

Com 92 medalhas conquistadas nas 15 participações anteriores, Portugal vai estar representado em Tóquio nas modalidades de atletismo, boccia, ciclismo, equestre, judo, natação, estreando-se na canoagem e no badminton, que integra pela primeira vez o programa paralímpico.

Para que não se perca, e possa acompanhar e apoiar à distância, este é o calendário dos atletas portugueses em ação nas próximas duas semanas (entre 24 de agosto e 5 de setembro).

As provas dos atletas nacionais terão transmissão na RTP2 e na RTP Play.

Os 33 atletas

Portugal vai estrear-se nas competições paralímpicas de badminton nos Jogos Tóquio2020 com a mais jovem representante da comitiva, Beatriz Monteiro, de apenas 15 anos.

A canoagem, outra estreia, terá dois representantes: Alex Santos e Norberto Mourão, vice-campeão mundial e campeão europeu na sua classe.

No atletismo, a comitiva portuguesa conta com dez atletas, menos sete do que há cinco anos no Brasil, entre os quais Miguel Monteiro, campeão europeu e recordista mundial do lançamento do peso F40 (baixa estatura), e Manuel Mendes, bronze na maratona T46 dos Jogos Rio2016.

Na modalidade na qual Portugal tem mais medalhas (53), estreiam-se em Tóquio Cláudia Santos, João Correia e Sandro Baessa – que se juntam a atletas mais experientes, entre os quais Odete Fiúza, que soma a sua sétima participação paralímpica.

No boccia, a segunda modalidade com mais medalhas, há alguma renovação, mas mantém-se no grupo de dez atletas José Macedo (BC3), que conquistou bronze no Rio 2016, Abílio Valente e Cristina Gonçalves, que estiveram na conquista do bronze em equipas BC1/BC2, e ainda Carla Oliveira e Pedro Clara.

Aos cinco atletas com mais experiência na competição, juntam-se os estreantes Ana Sofia Costa, André Ramos, Avelino Andrade, Manuel Cruz e Nélson Fernandes.

No ciclismo, Portugal vai estar representado pelos 'repetentes' Luís Costa e Telmo Pinão.

Luís Costa, que compete numa ‘handbike’ e pedala com as mãos, conseguiu dois diplomas no Rio de Janeiro, terminando em oitavo as provas contrarrelógio e estrada da categoria H5. Já Telmo Pinão, que compete na classe C2, foi 22.º nas duas provas em que participou há cinco anos.

Na natação, Portugal terá seis representantes, entre os quais David Grachat, que somará a quarta participação paralímpica, e Susana Veiga, campeã europeia e vice-campeã mundial dos 50 metros livres (S9).

Além de Susana Veiga, no Centro Aquático de Tóquio, Portugal vai ter mais quatro nadadores estreantes – Daniel Videira, Diogo Cancela, Ivo Rocha, Marco Meneses e Susana Veiga.

No judo, depois da estreia na modalidade nos Jogos Paralímpicos Rio2016, com a participação de Miguel Vieira, Portugal volta a marcar presença, desta vez através de Djibrilo Iafa, que compete na categoria B1, destinada a cegos totais.

Também a modalidade equestre terá apenas uma representante nacional. A cavaleira Ana Mota Veiga e o cavalo Convicto LV qualificaram-se novamente para aprova de individual Grau I.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.