com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

A pirralha virou personalidade do ano

Abílio dos Reis
Abílio dos Reis

Foi ao sair do Palácio da Alvorada, residência oficial do Presidente do Brasil, que Jair Bolsonaro comentou a intervenção de Greta Thunberg sobre o assassinato de dois indígenas no estado brasileiro do Maranhão. (A jovem tinha considerado nas suas redes sociais que o silêncio do mundo em relação ao tema era "vergonhoso".) O chefe de Estado brasileiro afirmou então ser "impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí. Pirralha". 

Certo é que a pirralha sendo pirralha ou querendo apenas fazer de pirralha, atualizou a sua biografia no Twitter para "Pirralha". O mundo, especialmente os órgãos de comunicação e as redes sociais, não deixaram escapar esta alteração. Fosse brat [tradução do termo utilizado pelos jornais internacionais] ou pirralha mesmo, a verdade é que o substantivo acabou por fazer parte do nosso léxico durante metade do dia de ontem. No entanto, não quer isso dizer que deixássemos o nome sueca escapulir para fora do nosso radar. 

É que a pirralha voltou a ser notícia menos de 24 horas depois por duas razões: a primeira, pelo discurso na cimeira do Ambiente da ONU, a COP25, a ter lugar em Madrid; a segunda, por ter sido considerada a personalidade do ano para a Time, tornando-se a pessoa mais jovem de sempre a sê-lo. A revista justifica a escolha afirmando que a jovem, que vai fazer 17 anos em janeiro, começou como "uma militante solitária com um cartaz pintado à mão", mas que no dia 20 de setembro "inspirou milhões" numa greve global. Sobre a capa, cabe ainda a curiosidade que a fotografia que a ilustra — juntamente com a frase "O Poder da Juventude" — até foi tirada a 4 de dezembro, em Lisboa.

Por cá, no último debate quinzenal, António Costa, tinha prometido "boas notícias" para área da saúde. Hoje, o Governo aprovou um Plano de Melhoria da Resposta do Serviço Nacional de Saúde que, de acordo o executivo, "representa um impulso sem precedentes no investimento no SNS". Ou seja, haverá um reforço de 800 milhões de euros e a promessa de contratação de 8400 trabalhadores nos próximos anos. 

Agora saindo do debate quinzenal, mas não do parlamento. A Lei da Nacionalidade já sofreu várias alterações e a última foi em julho de 2018. Ora, esta quarta-feira estiveram em discussão os projetos de lei do BE, PCP, PAN e Livre. Da necessidade de reconhecer "um sentimento de pertença" a uma lei que corre o risco de ser "a la carte", os partidos não se entenderam quanto às propostas apresentadas. Porém, a verdade é que com ou sem "entendimento", as propostas serão votadas amanhã.

Ainda numa visita aqui pelo burgo, registou-se um pequeno affair diver político: a visita de Rui Rio ao "O Programa da Cristina". Porém, desengane-se quem esperava confecção de iguaria de fazer crescer água na boca. Depois de Assunção Cristas "desenrascar" arroz com atum e de António Costa apresentar robusta cataplana, era com alguma naturalidade que este espectador perscrutava com a maior das atenções uma sugestão gastronómica sui generis qualquer. Todavia, a expectativa saiu gorada pois o líder do PSD avisou de pronto a apresentadora que não o iam apanhar de avental. "Não me vai ver a cozinhar, porque eu estou na política e não me estou a propor para cozinheiro, mas para primeiro-ministro", justificou.

Conquanto, perdoem-me, mas não vou sair ainda de temáticas que envolvem comida. Porque se lhe dissessem que uma pizza custa quatro horas de caminhada, será que o leitor iria parar e refletir sobre o assunto antes de dar uma dentada? É que investigadores no Reino Unido acreditam que se a pessoa que está prestes a afinfar nalguma coisa que traga aconchego à barriguinha tiver uma indicação de quanto exercício físico será necessário fazer para queimar as calorias que vai ingerir, esta irá fazer melhores escolhas alimentares. Será?

Para terminar, um ângulo mais tecnológico aqui da coisa. Sabe o que tem em comum "Ângelo Rodrigues", "Flamengo" e "Game of Thrones"? Pois bem, estes são só alguns dos termos mais pesquisados pelos portugueses no Google. E ainda sobre relatório do motor de busca, mas num panorama internacional. Há questões que apoquentam os internautas. Só que consegue adivinhar quais? Dou exemplos de duas populares: "como funciona o Tinder?" ou "como fazer o registo animal?". Todavia, há quem se preocupe com outros assuntos como a política. Especialmente com as contas do Brexit.

O que não é surpresa tendo em conta toda a conversa que existiu — e existe — em torno da saída do Reino Unido da União Europeia. Mais: não é mesmo surpresa se tivermos igualmente em consideração que amanhã o povo britânico vai a votos. Ainda assim, para que não se sinta perdido ou tenha de ir ao Google, leia o Guia para entender as eleições britânicas e como o mundo poderá mudar depois delas. De resto, e já em jeito de despedida, deixo a nota que amanhã poderá acompanhar todas incidências provindas de Londres que prometem marcar o dia.

Jornais do dia

  • Correio da Manhã
    Correio da Manhã
    11 Dezembro 2019
  • A Bola
    A Bola
    11 Dezembro 2019
  • Público
    Público
    11 Dezembro 2019
  • Diário de Notícias
    Diário de Notícias
    11 Dezembro 2019
  • i
    i
    11 Dezembro 2019
  • Caras
    Caras
    11 Dezembro 2019

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.
mookie1 gd1.mookie1