A frase é muito parva, mas penso que nos tempos de confinamento que correm, é necessário alguma parvoíce. Nem que seja para, pelo menos, terminar o dia com uma nota mais suave. Assim, aqui vai: "Se Van Gogh fosse vivo, hoje faria 167 anos".

Eu avisei.

Não obstante, efetivamente, até ver, não só não existem provas empíricas de que exista por aí um vampiro do pintor nascido nos Países Baixos, como este também já faleceu há 130 anos. No entanto, tais factos não impedem que esta segunda-feira, dia 30 de março, se celebre o seu nascimento. E também que alguém tenha roubado um quadro da sua autoria de um museu nos arredores de Amesterdão. Será que foi só roubar por roubar ou foi alguém que quis fazê-lo para dar os parabéns a roubar?

Covid-19. Pondo o devaneio de lado, há novos números a analisar sobre o novo coronavírus. Portugal regista hoje 140 mortes associadas à Covid-19, mais 21 do que no domingo, e 6.408 infetados (mais 446). "Ficar em casa é salvar vidas", disse Graça Freitas durante a conferência de imprensa (que pode recordar aqui). Porém, a diretora-geral da Saúde, durante a sua intervenção, haveria de tocar numa possibilidade que não foi bem vista pelo autarca Rui Moreira: a de um cerco sanitário à volta da cidade do Porto. Medida "absurda", "inútil" e "extemporânea". Foi assim que o presidente câmara municipal do Porto informou que não aceitaria tal possibilidade.

Hoje ficou a saber-se também que as famílias podem pedir apoio excecional a partir desta segunda-feira na Segurança Social Direta e que, se tiver uma empresa e ainda não tiver pago a segurança social, o prazo limite é amanhã. As regras para a redução do pagamento podem ser consultadas aqui. Além disso, entrou uma portaria em vigor que estabelece quais são os profissionais que podem deixar os filhos em escolas durante o período de emergência. Saiba quais são aqui. Paralelamente, António Costa admitiu igualmente a possibilidade de prolongar as medidas vigentes durante o estado de emergência.

Para rematar o tema, sugiro a opinião do cronista Francisco Sena Santos: "Se a China tivesse liberdade de informação, talvez a pandemia não fosse esta calamidade".

SEF. Uma das notícias do dia. Em causa estão três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que foram esta manhã detidos pelas autoridades por serem suspeitos de matar "um homem de nacionalidade ucraniana, de 40 anos", que "tentou entrar, ilegalmente, por via aérea, em território nacional", a 10 de março. O crime terá ocorrido no aeroporto de Lisboa, nas instalações do Centro de Instalação Temporária, no passado dia 12 de março, "após a vítima ter supostamente provocado alguns distúrbios no local". Para saber mais, basta clicar aqui e ler mais sobre este caso que promete fazer correr ainda muita tinta.

Escrever. Se tem um carinho especial por livros e pela leitura, em parte incerta da vida, já lhe deve ter passado pela cabeça a ideia de escrevinhar algo que assola a mente e que sentiu a necessidade de capitalizar com a ponta dos dedos. Fosse de ficção científica, fosse um conto erótico ou apenas um romance história passado no séc. XVIII, é muito provável que o bichinho já o tenha feito passar umas horas com uma folha branca a escrever uma história. Contudo, não é uma missão fácil. Não é fácil colocar as ideias em papel que andam a marinar na nossa cabecita. Por isso, nada como acompanhar o percurso do escritor Álvaro Filho, que vai mostrar nas redes sociais a arte de escrever um romance. "Delito, Amor e Pandemia" é o título da obra que fala de Lisboa e da pandemia Covid-19.

Como não podia deixar de ser, hoje há mais um capítulo do Diário de um pai em casa, rubrica de alguém que está confinado às quatro paredes a contas meias com uma família numerosa. E, pelo que é possível apurar, os decibéis continuam altos.

Houseparty. Altas foram também as vozes que se insurgiram contra a aplicação dos criadores do popular videojogo Fortnite. Ou não estivesse a aplicação da moda a ser acusada de algumas falhas de segurança. Afinal, é seguro ou não utilizar? Muitos no Twitter alegam que não é, a empresa diz que sim.

Ainda na tecnologia, há quem lute para fazer frente à crise instalada com a pandemia. A comunidade tech tem-se mobilizado e são muitas as iniciativas de contra-ataque para minimizar os efeitos causados pelo surto da Covid-19. "O combate que nos une: startups que estão a ajudar na luta contra a pandemia", é um texto da Startup Portugal que fala sobre esta situação.

Cultura. Hoje foi também dia para a organização do NOS Primavera Sound, que se realiza no Parque da Cidade, no Porto, anunciar que o festival vai ser adiado para dias 3 a 5 de setembro. Portanto, é altura ideal para lançar a questão: como é que a vida de alguém ligado à promoção de espetáculos em tempo de quarentena? Num tempo em que as luzes do palco estão apagadas? Sara Espírito Santo, que trabalha na área há mais de 10 anos, fala um pouco sobre o tema. Pode ler aqui.

Desporto. Marque no calendário: os Jogos Olímpicos, adiados devido ao surto da Covid-19, arrancam no dia 23 de julho de 2021. Outras notícias dão conta de que o astro argentino Lionel Messi revelou hoje que os futebolistas do FC Barcelona aceitaram uma redução salarial de 70% e que o conselheiro principal da Red Bull, Helmut Marko, de 74 anos, admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária da Covid-19. Viria posteriormente admitir que a proposta "não foi bem recebida", mas que há certas coisas que não caem bem. Na maioria das vezes é o jantar, mas há dias em que são declarações menos felizes em tempos inoportunos. Pelo menos, é a minha visão sobre os comentários feitos pelo Conselheiro da escudaria da famosa bebida energética.

Sugestão para confinamento

  • "Ozark", série da Netflix. A terceira temporada já se encontra disponível na plataforma. Pelo que é possível avaliar pelos primeiros episódios, parece que depois do desacerto que foi a temporada anterior, as coisas estão a carrilar para aquilo que se começou a construir na primeira. E está engraçado de perceber se há terapia de casal que salve os protagonistas e o rumo que o arco das personagens principais está a levar.

Sem mais, o meu nome é Abílio dos Reis e hoje o dia foi mais ou menos assim.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.