Atualizado às 21:09 de 02 de março de 2020


Portugal

  • Adriano Maranhão, um dos portugueses infetados no Japão com o novo coronavírus, teve alta hospitalar a 1 de março.
  • Graça Freitas procurou explicar os números avançados a 29 de fevereiro sobre um cenário potencial de 1 milhão de infetados no país: "Um cenário não é uma previsão", disse, justificando-o apenas como uma primeira base de trabalho para os profissionais e autoridades se prepararem para um eventual surto.
  • Entre as recomendações de saúde para evitar infeções está: Lavagem frequente das mãos com detergente, sabão ou soluções à base de álcool; Ao tossir ou espirrar, fazê-lo não para as mãos, mas para o cotovelo ou para um lenço descartável que deve ser deitado fora de imediato; Evitar contacto próximo com quem tem febre ou tosse; Evitar contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos; Deve ser evitado o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos; Caso se dirija a uma unidade de saúde com suspeitas de infeção ou sintomas deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
  • A Direção-Geral da Saúde  ativou os hospitais de Santa Maria, S. José (Lisboa), Coimbra e Santo António (Porto) para validar casos suspeitos de infeção pelo novo coronavírus (Covid-19). Tratam-se de hospitais de referência de "segunda linha" para a contenção da infeção. A partir de 26 de fevereiro, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, passam a poder fazer análises laboratoriais aos casos suspeitos. Até à data, as análises eram feitas no Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, em Lisboa, e, mais recentemente, no Hospital S. João, no Porto. Atualmente existem 2.000 quartos de isolamento nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde.
  • A Direção-Geral da Saúde emitiu recomendações às empresas por causa do coronavírus, aconselhando-as a definir planos de contingência para casos suspeitos entre os trabalhadores que contemplem zonas de isolamento e regras específicas de higiene, evitando reuniões em sala. Saiba mais aqui.
  • Portugal repatriou 18 portugueses e duas brasileiras, que chegaram em 2 de fevereiro ao aeroporto militar de Figo Maduro, em Lisboa. Todos estiveram na cidade chinesa de Wuhan, capital da província de Hubei, epicentro do surto. Todos deram resultado negativo para infeção por coronavírus.

Acompanhe a evolução de casos confirmados de infeção, mortes registadas e casos de recuperação, em permanente atualização, aqui.


 Europa

  • Em Itália, o país com mais casos de contágio na Europa, foram registados até ao momento 2036 casos de infeção e 29 mortes, enquanto 52 pessoas já tiveram alta. Uma série de falhas num hospital favoreceu a disseminação do novo coronavírus em Itália, cujo surto afeta as regiões de Lombardia (cuja capital é Milão), Véneto (Veneza), Emilia Romanha (Bolonha), Piemonte (Turim) e Lácio (Roma), na Sicília (Palermo), e Toscana (Florença). O SAPO24 falou com portugueses e italianos nas zonas afetadas, cujo testemunho pode ler aqui. Apesar do surto, todos os países vizinhos da Itália comprometeram-se a manter as suas fronteiras abertas.
  • Na vizinha Espanha estão contabilizados 120 casos positivos de infeção, sem nenhuma morte a registar.
  • O Reino Unido registou 40 casos confirmados, sem mortes a registar no país. Um britânico infetado pelo novo coronavírus (Covid-19) enquanto esteve a bordo no navio de cruzeiro Diamond Princess, em quarentena no porto de Yokohama, perto de Tóquio, acabou por falecer.
  • A União Europeia garante estar a trabalhar "em todas as frentes" para prevenir a propagação do coronavírus Covid-19 na Europa, insistindo sobretudo na necessidade de coordenação dos Estados-membros "em tempo real" para enfrentar um fenómeno que é "dinâmico".

 Resto do Mundo

  • A China, o país mais afetado no mundo, regista 80.026 casos e 2.912 vítimas mortais.
  • O Japão registou 1024 casos, incluindo 705 num navio cruzeiro atracado no porto de Yokohama.  Seis pessoas morreram, entre os quais um cidadão britânico infetado a bordo do Diamond Princess. Esta foi a primeira morte de um britânico infetado pelo novo coronavírus.
  • O novo coronavírus infetou 4.335 pessoas na Coreia do Sul, o segundo país do mundo mais afetado, e causou até do momento 28 mortes.
  • No Irão o balanço subiu para 66 mortes e 1501 casos confirmados de pessoas infetadas pelo novo coronavírus — entre os quais se encontra o vice-ministro da Saúde, Iraj Harirtchi.

Eventos suspensos, adiados ou cancelados

  • Na Suíça, o Salão Automóvel de Genebra, que deveria de começar na próxima semana, dia 3 de março, foi cancelado devido ao surto. A jornada 24 da Liga de futebol também foi adiada por motivos de prevenção.
  • O Mobile World Congress (MWC), salão mundial das comunicações móveis de Barcelona, grande evento deste setor que decorreria entre 24 e 27 de fevereiro foi cancelado.
  • Com a ameaça do cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio no ar, o Japão anunciou um pacote financeiro de emergência no valor de 2,27 mil milhões de euros

Investigação

Um tratamento com cloroquina, geralmente utilizado para combater a malária, mostrou sinais de eficácia contra o coronavírus.

Leia também

Covid-19. Um guia com o que sabemos (e o que não sabemos) sobre a nova epidemia

Covid-19. O que precisa saber sobre o vírus, a forma de se proteger e o impacto da doença

A cronologia dos principais acontecimentos ligados à nova epidemia

Do iT Lean. Como é que uma empresa de Leiria consegue ajudar Singapura a rastrear sintomas do coronavírus?

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.